atividades exercicios o mundo de sofia interpretacao de texto

Questões de Interpretação de texto do Livro O Mundo de Sofia

Veja nas atividades abaixo Questões de Interpretação de texto do Livro O Mundo de Sofia. As atividades podem ser desenvolvidas tanto nas aulas de Língua Portuguesa quanto em Filosofia.
Nos exercícios abaixo, vamos treinar um pouco mais de interpretação de textos com um fragmento do livro O Mundo de Sofia. Todos sabemos que na prova de linguagens do Enem, interpretação de Texto é fundamental. Nas atividades abaixo, será avaliado se você entende bem um texto literário e se, a partir dele, consegue responder perguntas relacionadas a vocabulário e entendimento de texto. Comece a fazer os exercícios e depois confira o gabarito para saber como anda seu desempenho. Boa sorte!

Questões de Interpretação de texto do livro
O Mundo de Sofia

O texto: leitura e reflexão
O que é filosofia?
Querida Sofia,
Muitas pessoas têm hobbies diferentes. Algumas colecionam moedas e selos antigos, outras gostam de trabalhos manuais, outras ainda dedicam quase todo o seu tempo livre a uma determinada modalidade de esporte.
Também há os que gostam de ler. Mas os tipos de leitura também são muito diferentes.”Alguns leem apenas jornais ou gibis, outros gostam de romances, outros ainda preferem livros sobre temas diversos como astronomia, a vida dos animais ou as novas descobertas da tecnologia.
Se me interesso por cavalos ou pedras preciosas, não posso querer que todos os outros tenham o mesmo interesse. Se fico grudado na televisão assistindo a todas as transmissões de esporte, tenho que aceitar que outras pessoas achem o esporte uma chatice.
Mas será que existe alguma coisa que interessa a todos? Será que existe alguma coisa que concerne a todos, não importando quem são ou onde se encontram? Sim, querida Sofia, existem questões que deveriam interessar a todas as pessoas. E é sobre tais questões que trata este curso.
Qual é a coisa mais importante da vida? Se fazemos esta pergunta a uma pessoa de um país assolado pela fome, a resposta será: a comida. Se fazemos a mesma pergunta a quem está morrendo de frio, então a resposta será: o calor. E quando perguntamos a alguém que se sente sozinho e isolado, então certamente a resposta será: a companhia de outras pessoas.
Mas, uma vez satisfeitas todas essas necessidades, será que ainda resta alguma coisa de que todo mundo precise? Os filósofos acham que sim. Eles acham que o ser humano não vive apenas de pão. É claro que todo mundo precisa comer. E precisa também de amor e de cuidado. Mas ainda há uma coisa de que todos nós precisamos. Nós temos a necessidade de descobrir quem somos e por que vivemos.
Portanto, interessar-se em saber por que vivemos não é um interesse “casual” como colecionar selos, por exemplo. Quem se interessa por tais questões toca um problema que vem sendo discutido pelo homem praticamente desde quando passamos a habitar este planeta. A questão de saber como surgiu o universo, a Terra e a vida por aqui é uma questão maior e mais importante do que saber quem ganhou mais medalhas de ourcj nos últimos jogos Olímpicos.
GAARDER, Jostein. O mundo de Sofia. São Paulo: Companhia das Letras, 1995. p. 24-5.
1. Sobre o texto lido, pode-se afirmar que a intenção do falante foi fundamental para determinar o tipo de texto, a linguagem e o modo como a mensagem se organiza. Pensando nisso, responda:
  • a) Por qual gênero textual optou o emissor?
  • b) No fragmento apresentado há um indicador da intenção do falante, o que nos permite concluir algo sobre a sua profissão. Qual a intenção do falante? Qual a sua provável profissão?
  • c) Que passagem do texto nos leva a essas conclusões?
  • d) Quem é o destinatário? Justifique sua resposta com um indicador gramatical.

2. Considerando os elementos da comunicação (quem escreve, a mensagem, para quem se escreve, o código utilizado, o assunto), você diria que o texto está organizado predominantemente em função de qual deles? Por quê?

3. O texto está estruturado em sete parágrafos, bem amarrados uns aos outros. Sendo assim:

  • a) Os dois primeiros parágrafos apresentam afirmações genéricas. Que classe gramatical colabora para essa generalização?
  • b) O terceiro, o quarto, o sexto e o sétimo parágrafos são introduzidos por conjunções. Pense no texto como um todo e responda: Que relação podemos perceber entre esses parágrafos?

4. No segundo parágrafo, o remetente da carta fala sobre diferentes tipos de leitura. Qual a sua leitura preferida? Dê, para um provável interlocutor, um argumento favorável a esse tipo de leitura.

5. “Eles [os filósofos] acham que o ser humano não vive apenas de pão.” Que outras necessidades do ser humano o remetente cita no texto?

6. Se colecionar selos, por exemplo, é um interesse “casual”, como você classificaria a necessidade que o homem tem de saber “quem somos e por que vivemos”?

7. Escreva um parágrafo explicando por que é importante saber quem somos e por que vivemos.

____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________

Sugestão de perguntas para Aula de Filosofia

Vamos conversar?

  • Qual é o seu nome? Qual é o seu hobbie?
  • Você gosta de ler? Qual é o seu tipo de leitura preferido?
  • Qual é o seu principal interesse? (cavalos, pedras preciosas, esporte, novelas, etc.)
  • Qual é a coisa mais importante da vida para você?
  • Quem é você? Por que você está aqui no mundo? (Essa é complicada!!!!)
  • Quais são suas principais dúvidas sobre a vida?
  • Qual você acha que é o grande enigma do mundo atual?
  • O que você acha admirável, um espanto?
  • Conte alguma coisa que te espantaria, caso ocorresse de uma hora para outra.
  • Enfim…(caso você queira contar mais alguma coisa)