Prova de História Brasil Colônia 1º Ano

Prova de História Brasil Colônia 1º Ano

1) Leia os textos a seguir.

Vão completamente nus, homens e mulheres, como suas mães os pariram… Este rei e todos os seus andavam nus como tinham nascido, assim como suas mulheres, sem nenhum embaraço… as mulheres, pelo menos, podiam ser mais cuidadosas.

(TODOROV, T. Diários de Colombo. In. A Conquista da América. A Questão do Outro. São Paulo: Martins Fontes, 1983. p.41.)

A feição deles é serem pardos, um tanto avermelhados, de bons rostos e bons narizes, bem feitos. Andam nus, sem cobertura alguma. Nem fazem mais caso de encobrir ou deixar de encobrir suas vergonhas do que de mostrar a cara. Acerca disso são de grande inocência. Ambos traziam o beiço de baixo furado e metido nele um osso verdadeiro, de comprimento de uma mão travessa, e da grossura de um fuso de algodão, agudo na ponta como um furador.

(CAMINHA, P. V. Carta de Pero Vaz de Caminha. Biblioteca Nacional, 1500. Acervo digital. Disponível em: <https://www.bn.gov.br/tags/pero-vaz-caminha>. Acesso em: 21 set. 2016.)

Desejo tudo de bom para nossos compatriotas indígenas. Não acho que devemos nada a eles. A humanidade sempre operou por contágio, contaminação e assimilação entre as culturas. Apenas hoje em dia equivocados de todos os tipos afirmam o contrário como modo de afetação ética. Desejo que eles arrumem trabalho, paguem impostos como nós e deixem de ser dependentes do Estado. Sou contra parques temáticos culturais (reservas) que incentivam dependência estatal e vícios típicos de quem só tem direitos e nenhum dever. Adultos condenados à infância moral seguramente viram pessoas de mau-caráter com o tempo.

(PONDÉ, L. F. Guarani Kaiowá de boutique. Folha de S. Paulo. 19 nov. 2012. Disponível em: . Acesso em: 21 set. 2016.)

Os fragmentos dos textos falam sobre os povos e as culturas indígenas. Dois deles são de europeus (Cristóvão Colombo e Pero Vaz de Caminha) e datam, respectivamente, dos séculos XV e XVI. O último deles é de um brasileiro, Luiz Felipe Pondé, um filósofo do século XX.

Com base nesses textos, nessas informações e nos conhecimentos a respeito dos povos indígenas da América, responda aos itens a seguir.

a) Discorra sobre as diferenças presentes nesses três textos.

b) Discorra sobre as semelhanças presentes nesses três textos.

2) Leia o texto sobre a Conjuração Mineira e analise a imagem a seguir.

Vou falar hoje, neste bicentenário, da conjuração mineira, menos sobre as consequências desta prisão do que sobre as causas da chamada Inconfidência Mineira, designação de que francamente não gosto, e que não uso; a palavra inconfidência vem dos donos do poder e não da oposição. Vem da contrarrevolução e não da revolução; e, enfim, o objeto das nossas comemorações é uma revolução frustrada, não uma repressão bem-sucedida. É bom que estejamos bem claros sobre isto.

(MAXWELL, K. Conjuração mineira: novos aspectos. Estudos Avançados. v.3. n.6. maio/ago. 1989. p.4.)

Prova de História Brasil Colônia 1º Ano

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pedro Américo. Tiradentes Esquartejado. 1893. (Disponível em:
<http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2014/11/1544763-pinacoteca-expoe-pinturahistorica-de-tiradentes-esquartejado.shtml>.

Com base no texto, na imagem e nos conhecimentos a respeito da Inconfidência ou Conjuração Mineira, responda aos itens a seguir.

a) Discorra sobre esse movimento denominado de Inconfidência ou Conjuração Mineira, ocorrido em Minas Gerais, em 1789.

b) Analise a representação de Tiradentes na pintura elaborada por Pedro Américo, após a proclamação da República no Brasil.

3) Johann Moritz Rugendas esteve no Brasil entre 1821 e 1825, inicialmente como membro da Expedição Langsdorff. Desenhista e documentarista, produziu obras sobre paisagens, cenas cotidianas e tipos humanos, como a representada a seguir, denominada Família de fazendeiros (1825).

Prova de História Brasil Colônia 1º Ano

Nessa obra, observam-se:

a) a influência da arquitetura colonial portuguesa e a simplicidade dos trajes usados em público.

b) a presença de símbolo religioso e a convivência de senhores e escravos em um mesmo espaço.

c) as relações escravistas de produção e a riqueza e diversidade do mobiliário das casas de fazendeiros.

d) o patriarcalismo na organização familiar e a importância da educação para a ascensão social.

e) o vestuário como forma de eliminação das distinções sociais e a incorporação de costumes alimentares indígenas.​

4) Quando a Corte chegou ao Rio de Janeiro, a Colônia tinha acabado de passar por uma explosão populacional. Em pouco mais de cem anos, o número de habitantes aumentará dez vezes.

GOMES, L. 1808: como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma Corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a história de Portugal e do Brasil.
São Paulo: Planeta do Brasil, 2008 (adaptado).

A alteração demográfica destacada no período teve como causa a atividade

  • a) cafeeira, com a atração da imigração europeia.
  • b) industrial, com a intensificação do êxodo rural.
  • c) mineradora, com a ampliação do tráfico africano.
  • d) canavieira, com o aumento do apresamento indígena.
  • e) manufatureira, com a incorporação do trabalho assalariado.

5) Durante as obras relativas ao projeto urbanístico Porto Maravilha, na zona portuária do Rio de Janeiro, foram encontradas, na escavação da área, as lajes de pedra do antigo Cais do Valongo. Esse cais de pedra foi construído no local que era utilizado para o desembarque de africanos escravizados desde o século XVIII. Quase um quarto de todos os africanos escravizados nas Américas chegou pelo Rio de Janeiro, podendo esta cidade ser considerada o maior porto escravagista do mundo.

a) Considerando as atividades econômicas importantes do século XVIII que utilizavam predominantemente mão de obra escravizada, escreva, na legenda do mapa da página de respostas, duas dessas atividades e as localize no mapa utilizando os números I e II.

Prova de História Brasil Colônia 1º Ano 3

b) Indique dois motivos que explicam por que, no Brasil, durante o período colonial, a mão de obra escravizada dos indígenas foi substituída pela mão de obra escravizada dos africanos.

Gabarito da prova de História Brasil Colônia

1) A) Os textos foram produzidos em diferentes contextos e cada um enfatiza determinado aspecto. Para Colombo, destaca-se o choque dos costumes, uma vez que a nudez indígena causa a ele estranheza. Já Caminha faz uma descrição mais detalhada, na qual o choque de costumes (nudez) resulta em julgamento do caráter indígena (inocência). Finalmente, Pondé chama a atenção para o tratamento dado ao indígena, que, ao supor sua inocência, corre o risco de transformá-los em dependentes e até pessoas de mau-caráter.

B)Em todos os textos há uma tentativa de lidar com a alteridade, e acabam resultando em algum tipo de julgamento moral.

2) A) A Inconfidência ou Conjuração Mineira ocorreu em um contexto internacional caracterizado pela crise do antigo sistema colonial, por sua vez parte integrante de um movimento mais amplo conhecido como a crise do Antigo Regime. Tal crise foi caracterizada pelo enfraquecimento das monarquias absolutistas da época, abaladas por notáveis mudanças econômicas e sociais e expansão das ideias iluministas, que resultaram em movimentos como a Independência dos Estados Unidos e a Revolução Francesa. No Brasil, a crise se manifestava através do “endurecimento” da exploração colonial, o que foi particularmente sentido na região das Minas Gerais, em um momento de declínio da extração de ouro. Foi justamente a ameaça de cobrança violenta de impostos atrasados (a “derrama”) que serviria de pretexto para a eclosão de um movimento emancipacionista republicano articulado pela elite da região, impregnada de ideias iluministas. O movimento não passou de uma conspiração, e seus líderes foram presos e condenados.

B) A conhecida tela de Pedro Américo foi pintada no início do período republicano, em meio à valorização da figura de Tiradentes como símbolo do movimento e “herói” da República. Dois aspectos se destacam na construção de sua imagem, conforme presentes na tela de Pedro Américo: a imagem do “homem barbado”, fortemente identificado no imaginário brasileiro com Cristo, e a disposição dos membros esquartejados delineando aproximadamente um mapa do Brasil.

3) Letra B – “a presença de símbolo religioso e a convivência de senhores e escravos em um mesmo espaço. “

4) Letra C

5) a)

Prova de História Brasil Colônia 1º Ano 3

b) A escravidão dos indígenas na lavoura canavieira, de modo geral, não foi estabelecida de forma duradoura devido às fugas e guerras constantes dos povos indígenas; às mortes em larga escala por doenças europeias; à ação dos jesuítas (que se posicionaram contra a escravização dos índios) e também devido à lucratividade do tráfico negreiro.

Este artigo te ajudou? Esperamos que sim! Compartilhe isso para o mundo: Obrigada! 😘

Deixe um comentário